diHITT - Notícias

Páginas

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Raízes mais escuras e mechas em tom sobre tom são a tendência em coloração de cabelos


i133976.jpg
Ela já perdeu a conta de quantas vezes alterou a cor de seus cabelos. Morena, ruiva ou loira, Madonna exerce tanto fascínio que seu visual é constantemente copiado por mulheres em todo o planeta. Dessa vez não poderia ser diferente. De raiz escura e madeixas loiras, ela está à frente da grande tendência mundial em coloração: o mix de cores e tons. O estilo é elogiado por especialistas. O badalado cabeleireiro francês John Nollet, responsável pelas campanhas da grife Louis Vuitton, aprova o visual disseminado pela cantora e vai além: "Raízes mais escuras
são a melhor maneira de manter a coloração natural e funciona também em ruivas e morenas", diz ele. O colorista Juha Antero, do salão MG Hair Design, de São Paulo, aposta no tom sobre tom. "Loiras devem se manter loiras e investir em mechas de tons próximos.
O mesmo deve ser feito pelas morenas", explica. A tendência reflete a personalidade da mulher contemporânea. Multifacetada, ela não se contenta mais com uma cor só.
i133977.jpg
Se hoje as mulheres trafegam com tanta naturalidade pelo mundo das tinturas para cabelos, é porque elas desfrutam do trabalho pioneiro do químico francês Eugène Schueller. Foi ele quem, há exatos 100 anos, fundou a Sociedade Francesa de Tinturas Inofensivas, a atual L'Oréal. E quem, pela primeira vez, passou a produzir tinta para cabelos industrialmente. Segundo historiadores, mulheres pintam os cabelos desde os egípcios. Porém, até Schueller, a tintura era caseira e eram recorrentes os relatos de sérios danos aos cabelos e até mesmo à saúde de mulheres. "As tintas evoluíram e estão mais fáceis de aplicar, duram mais tempo nos cabelos e quase não danificam os fios", diz Olivier Blayac, diretor de desenvolvimento de produtos para o grande público da L'Oréal no Brasil. O aprimoramento contribuiu para a democratização da coloração.
i133978.jpg"No passado, as mulheres pintavam o cabelo para esconder os fios brancos. Hoje, elas começam a colorir na adolescência, por estilo", diz.
No início, só existia a L'Oréal e suas nove cores. Hoje, são dezenas de fabricantes e centenas de tonalidades. Afinal, a demanda é grande.
Um estudo da Avon revela que oito em cada dez mulheres colorem os cabelos. Outra pesquisa mostra que as brasileiras são campeãs no consumo desse tipo de produto no mundo - elas representam 14% do mercado de tinturas. Do século passado para cá, a tinta para cabelo fez história. Mudou o visual e deu personalidade a mulheres comuns e a estrelas de cinema, como a atriz americana Marilyn Monroe, que nasceu morena e ganhou notoriedade graças às madeixas loiras descoloridas artificialmente.

2 comentários:

eliana disse...

olá. meu cabelo está com 2 dedos de raiz escura (castanho) e as pontas estão loiras com tinta (beaty color: 12.1) e gostaria de fazer mechas invertidas da cor da raiz. vai ficar bom? ou voiu ficar com o cabelo mascarado? me ajudem!!

Anônimo disse...

quello che stavo cercando, grazie